Qual a Diferença entre Insalubridade e Periculosidade

Qual a Diferença entre Insalubridade e Periculosidade

Periculosidade é aquilo que coloca a integridade física do trabalhador em risco físico ou de morte iminente. Ou seja, risco de queda de altura, de corte, de explosão, dentre outros similares.

Já a insalubridade, por sua vez, apresenta outro tipo de risco. Tanto é que há uma regulamentação específica para tratar de questões relacionadas à insalubridade. Trata-se da NR 15 – Atividades e operações insalubres.

Assim, insalubres são riscos que se desenvolvem em médio ou longo prazo. Ou seja, os que colocam em risco a qualidade de vida do trabalhador após muitos anos de trabalho, ou até mesmo após a sua aposentadoria.

O que é Periculosidade

É o trabalho caracterizado por atividades que coloca em risco a vida do trabalhador, neste caso o tempo de exposição não é levado em consideração.

São consideradas atividades periculosas

  • Explosivos;
  • Inflamáveis;
  • Substâncias radioativas;
  • Exposição a roubos ou outras violências físicas;
  • Energia elétrica;
  • Motocicletas.

Laudo de Periculosidade

O Laudo de Periculosidade é feito pelo Engenheiro de Segurança do Trabalho ou médico do trabalho para verificar e emitir parecer técnico a respeito das atividades desenvolvidas pelo empregado de uma determinada empresa, na função que atua, apontando se faz jus à percepção do adicional de periculosidade de acordo com a Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 e a Lei 7369/85 e Decreto 93412/86.

Quais os benefícios para a empresa

Os benéficos envolvem desde de se manter de acordo com as leis e ter um embasamento para um possível passivo trabalhista e saber se seus colaboradores estão expostos a agentes de riscos e causam ou não a periculosidade.

O que é Isalubridade

É a exposição do trabalhador constantemente ao risco, gerando grande problemas ou até mesmo risco de vida a médio e longo prazo.

São consideradas atividades Inslubres

  • Ruídos contínuos ou intermitentes;
  • Exposição ao calor ou ao frio excessivos;
  • Radiações ionizantes;
  • Condições hiperbáricas;
  • Vibrações;
  • Umidades;
  • Poeira minerais;
  • Agentes químicos ou biológicos;
  • Benzeno.

Compartilhe

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.