PGR: Como elaborar um bom plano de ação?

Elaboração de PGR

Conheça o programa de gerenciamento de riscos e como utilizá-lo a seu favor

Conhecido como PGR, o Programa de Gerenciamento de Riscos é adotado por organizações e empresas com o objetivo principal de gerenciar os possíveis riscos existentes nas localidades em que a empresa realiza as suas atividades. 

Ao pensarmos no PGR no sentido da segurança no trabalho, os riscos que têm que ser levados em consideração são: ambientais, físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e acidentais. 

Mas afinal, você sabe na prática como funciona e quais são os reais benefícios deste programa? Ainda não? Pois é justamente sobre isso que vamos falar no conteúdo de hoje. Acompanhe!

O que é o programa de gerenciamento de riscos?

O PGR é a criação e a implementação de processos que possuem nível administrativos e técnicos.

Processos estes que minimizam, monitoram e previnem todos os riscos identificados e mantém o funcionamento da empresa com o devido cumprimento de todos os requisitos propostos no programa de gerenciamento de riscos

Depois de elaborar um PGR, ele se transforma em um parâmetro de ações que são realizadas na cautela de acontecimentos perigosos ou nas decisões seguintes de um acidente.

Um bom programa de gerenciamento de riscos deve conter um método de tomada de decisão, critérios de tolerabilidade, termos de referência para o desenvolvimento de análises de risco, assim como os estudos de cada um dos perigos encontrados. 

Porém, vale lembrar que um PGR é mais do que apenas regras de tratativas legais, é preciso ter no documento a promoção de um cotidiano de trabalho de qualidade e uma prestação de serviços com credibilidade.

É importante que haja um mapeamento minucioso dos riscos, a identificação da fonte destes riscos e a tomada de medidas que busquem neutralizá-los. 

A intenção é criar protocolos que sejam totalmente possíveis de serem colocados em prática e levando em consideração o dia a dia da sua empresa, assim como a infraestrutura. 

Um PGR não é apenas indicado para grandes empresas de alta complexidade, qualquer local de trabalho pode causar acidentes e é o papel da empresa minimizá-los.

Para que serve o PGR?

O objetivo de um PGR é a prevenção de acidentes que possam prejudicar seus funcionários, a própria empresa e o meio ambiente. 

Ou seja, é um programa que visa preservar a integridade de toda a cadeia afetada pelos impactos da empresa. O PGR atua na prevenção e, também, na coordenação de ações posteriores ao possível acontecimento de um acidente. 

É importante adotar critérios que apontem atitudes que minimizem estes danos a curto, médio e longo prazo. Tudo precisa ser pensado e levado em consideração para que haja uma totalidade de ações e soluções que sejam coerentes. 

O início do desenvolvimento de um programa de gerenciamento de riscos é sempre relacionado a identificar todos os possíveis riscos, avaliá-los de maneira criteriosa e profunda e procurar eliminá-lo totalmente. 

Caso não seja possível realizar o controle efetivo deste risco, é necessário desenvolver ações de monitoramento, contenção, controle e modelos de ações que serão tomadas caso haja alguma complicação futura. 

Como elaborar um bom PGR

Conheça as vantagens de ter um programa de gerenciamento de riscos

Este conjunto de procedimentos protegem e preservam o patrimônio e as vidas que estão envolvidas nas operações que colocam a empresa para funcionar. 

Ter um PGR, mesmo em caso de empresas pequenas, demonstra uma preocupação muito bem vista pelos funcionários, consumidores e investidores. 

A linha de raciocínio aqui é a de investir em um gerenciamento de riscos amplo e bem elaborado, evitando que este investimento tenha que ser feito depois com medidas paliativas e possíveis perda de estruturas e funcionários por más condições de trabalho.

Um programa de gerenciamento de riscos agrega valor para a empresa e seus funcionários, protege seu patrimônio, mantém o fluxo de produtividade e posicionamento da empresa no mercado, além de até aumentar a produção já que incentiva os funcionários e os fazem trabalhar mais seguros e com bem estar. 

Internacionalmente, o PGR é extremamente utilizado por empresas de todos os tamanhos sendo, muitas vezes, pré-requisito para acionistas e sócios.

Como elaborar um PGR para a sua empresa?

Existem alguns passos que precisam ser considerados para a elaboração de um PGR. 

O primeiro deles é a identificação dos fatores de risco, é preciso reconhecer o que pode causar os danos a quem estes danos afetarão e quais são as suas fontes de risco. 

Depois da realização de uma lista de possíveis perigos, o segundo passo é estabelecer as soluções para cada um deles e colocá-los em ordem de maior para menor efetividade. 

Estas medidas precisam ser acompanhadas posteriormente, reforçando a necessidade de seguir os procedimentos à risca e estar em constante atualização.

Um bom programa de gerenciamento de riscos é muito abrangente e contempla desde a ergonomia e organização do local de trabalho, até equipamentos de proteção, riscos relacionados à altura, proteção respiratória, atmosferas explosivas e espaços de alto confinamento. 

Existem empresas de medicina do trabalho e profissionais extremamente qualificados para te ajudar na hora da elaboração.

O mais recomendado, inclusive, é que você contrate pessoas de fora para esta análise, evitando qualquer tipo de possibilidade de falhas e investindo fortemente nos procedimentos técnicos e administrativos necessários para conter riscos. 

Crie cronogramas, metas e prioridades, tenha um local que você consiga armazenar dados pertinentes à segurança. É recomendado que você faça a manutenção e registro de dados por ao menos vinte anos! 

Com isso, você pode fazer análises e comparações mais precisas que te ajudarão a entender o panorama total dos seus problemas e soluções.

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.